sábado


4 comentários:

likeabridge disse...

Fica tão fácil entregar a alma/
A quem nos traga um sopro do deserto/
O olhar onde a distâsncia nunca acalma/
Esperando o que vier de peito aberto/

Mafalda veiga, «Cumplices» (Na Alma e na Pele)

Anónimo disse...

Muitas vezes é nas travessias pelo deserto que encontramos os oásis mais florescentes...

MQ

Susana disse...

Quando menos esperemos os desertos terminam, nada dura para sempre, nem as as fases más da vida possuem essa capacidade...
Beijinho, grande!

Anónimo disse...

Não será areia demais para a tua camioneta, Susana?
Beijinho. Grande, obviamente...