segunda-feira

raispartaisto

há dias em que acordo quase extraordinariamente bem disposta e depois alguém - sempre quis escrever isto... - fode tudo! e por essas e por outras que começo a ficar farta de gente, não só de gentinha, mas de pessoas no geral e de sonsos em particular. sonsos e sonsas, que nisso não há diferenças entre os géneros. parece que tiraram o dia para treinar tiro ao alvo com arco e flecha, na maçã que está em cima da minha cabeça. eu sei que não está lá nenhuma maçã, nem uma auréola santa, apenas algum cabelo. só cá por coisas, se pudesse, cortava a cabeça e lá se iam os tiros. assim, aguenta-se e 'prá frente'... que atrás vem gente. logo, quando esta tortura de sonsice tiver um intervalo, vou tentar adormecer como se mergulhasse no oceano profundo, negro, frio, salgado, ameaçador. sem medos.

1 comentário:

antonio disse...

talvez o melhor remédio será sacudir a cabeça e não deixar que nenhuma maçã (podre ou verde, saborosa ou trangénica) se instale comodamente na cabeça, em cima da nossa cabeça.quanto aos sonsos...nada há a fazer:que se fodam ou que o façam longe :))