quarta-feira

aborto (I)

vem aí mais um referendo sobre a interrupção voluntária da gravidez (ivg).
tenho pena que não haja coragem política para discriminalizar a prática directamente por via legislativa.
revolta-me que uma lei quase-quase idêntica tenha interpretações tão diferentes em Portugal e em Espanha.
irrita-me a hipocrisia da Igreja que fala do que não sabe e do que não quer saber.
enoja-me o moralismo de tantos e tantos homens que enchem a boca com sentenças e posições 'de princípio' e não fazem a mínima ideia daquilo sobre que ajuizam.
mesmo assim, vou ter de votar; voltarei a votar, como o fiz naquele dia de sol distante, que me deixou incrédula com o desfecho. desta vez espero que chova e troveje, e que ninguém vote se não souber exactamente do que se trata, e que ninguém deixe de votar por condições meteorológicas.
sim, sócrates não é o beato guterres, mas já se começou a benzer. temo o pior.

3 comentários:

AR disse...

Gostei e Linkei, espero que não se importem..

lr disse...

nada contra o linkar sobretudo se agrada. já quanto ao enquadramento do link, é critério de quem linka. resumindo: não me importo.

Carrie disse...

Hoje percebi um comentário teu de há umas semanas. Hoje percebi que podemos sempre mudar de ideias.

também eu temo o pior. pelas mesmas razões. achas que se lhe emprestarmos uma caneta o gajo assina a lei?