quarta-feira

Susan Sarandon

ela faz hoje, 4 de outubro, 60 anos. há quem diga que é um símbolo sexual, uma das mulheres mais desejadas de Hollywood.
"A sexualiidade é algo que se desenvolve e se torna mais forte à medida que envelhecemos", afirma.
"As mulheres têm o direito de fazer o que quiserem do seu corpo, desde que se sintam bem com isso", diz, a propósito da eventualidade de fazer uma plástica. Nos últimos dez anos tornou-se numa das actrizes mais bem pagas, uma das mais activas politicamente, na oposição a G. Bush ou promovendo a aceitação da comunidade LGBT.
Vive há 17 anos uma união de facto com o actor e realizador Tim Robbins, "o que em Hollywood significa 45". O segredo?
"Penso que a chave é focarmo-nos na outra pessoa e não manter os olhos na porta à espera de quem possa entrar".
Do trabalho como actriz - basta recordar "Thelma e Louise" - diz:
"As mulheres que retrato, e aquela que sou, são normais mas encontram-se em circunstâncias extraordinárias".

é quase sempre assim...

[citações de artigo publicado na Notícias Sábado, 9/9/2006)]

1 comentário:

flores disse...

De facto é inegável, as Mulheres tornam-se mais belas com a ideade, pelo menos para mim.

Crei que esta fonte de beleza reside na capacidade de se conhecerem melhor, e de transitirem uma confiança que uma mulher mais simplesmente não consegue pois a beleza fica como que retida no aspecto físico.

Parabéns pelo blog.