terça-feira

eu, agora, quero ir-me embora...

... é uma frase que digo muitas vezes, em surdina, para mim própria.
Mais dramática é outra, que uso com igual parcimónia e muito mais desespero:"Tirem-me desta fita!".
Ou aquela outra: "Parem o mundo, que eu saio".

Nenhuma delas é minha.
São, segundo creio, de um psicólogo (João dos Santos), de um/a anónimo/a (???) e de uma figura de banda desenhada (Mafalda). Todas, relevantes conforme as circunstâncias.
Por isso,...
Eu, agora, quero ir-me embora...

1 comentário:

Gracinha, a artista do Burlesco disse...

Não hesites! Quando a vontade manda, há que obedecer! :-D